Gestão financeira

O impacto da gestão de pessoas no crescimento financeiro da sua empresa

O impacto da gestão de pessoas no crescimento financeiro da sua empresa

10 de abr. de 2024

por Flavio Logullo

Você já parou para pensar que gerenciar pessoas vai muito além de simplesmente organizar tarefas? Na verdade, é a espinha dorsal do sucesso financeiro da sua empresa. 

Como sempre digo — e até escrevi sobre isso em um artigo no LinkedIn —, o respeito e o cuidado com o time não são apenas bons para o ambiente de trabalho, mas são essenciais para a saúde financeira da empresa. Uma gestão de pessoas que falha pode resultar em custos elevados, como rotatividade alta e produtividade baixa, que diretamente afetam o lucro.

Por isso, investir em práticas de gestão de pessoas que valorizem o respeito e o bem-estar dos colaboradores pode virar o jogo a favor do seu negócio. Estou falando de implementar estratégias como diversidade e inclusão, desenvolvimento contínuo e benefícios flexíveis, por exemplo. 

Todas essas práticas não só mantém sua equipe motivada, mas também melhoram os resultados financeiros. Além disso, cultivar um ambiente de feedback constante e comunicação aberta pode elevar ainda mais a produtividade e eficiência de sua equipe.

Então, fica comigo. Vou compartilhar algumas estratégias que refletem minha filosofia de que o respeito pelas pessoas é o caminho para o sucesso. Vamos juntos transformar a gestão de pessoas em um pilar forte para o crescimento e estabilidade financeira da sua empresa.

A Responsabilidade Compartilhada na Gestão de Pessoas: Impacto em Toda a Organização

Quando falamos sobre a gestão de pessoas e seu impacto financeiro nas empresas, é fácil pensar que essa é uma responsabilidade exclusiva do departamento de Recursos Humanos. No entanto, a verdade é que a gestão eficaz de pessoas é uma responsabilidade compartilhada que afeta todos os níveis e funções dentro de uma organização, desde o estagiário até o CEO.

Financeiro

O departamento financeiro, embora não lide diretamente com a gestão diária dos colaboradores, é profundamente afetado por ela. Uma gestão de pessoas ineficaz pode resultar em custos elevados devido a turnover, baixa produtividade e até litígios trabalhistas, todos fatores que estouram o orçamento e comprometem a saúde financeira da empresa.

Recursos Humanos

Naturalmente, o RH está no centro da gestão de pessoas. Este departamento não é responsável apenas por cuidar do controle de ponto e implementar políticas internas. Ele também é responsável por monitorar sua eficácia e ajustar estratégias para melhorar a satisfação e a retenção de talentos. O desempenho do RH tem impacto direto na cultura da empresa e, consequentemente, nos seus resultados financeiros. 

CEO e Alta Direção

Para os executivos e o CEO, a gestão de pessoas é crucial para alinhar o desempenho da equipe com os objetivos estratégicos da empresa. Líderes eficazes reconhecem que uma força de trabalho bem gerida é fundamental para a sustentabilidade e crescimento do negócio.

Middle Management

Gerentes intermediários são os principais responsáveis pela execução das políticas de gestão de pessoas no dia a dia. Eles lidam diretamente com os colaboradores, gerenciam o moral da equipe, conduzem avaliações de desempenho e são responsáveis por motivar e engajar os funcionários. Sua habilidade em gerir efetivamente as pessoas têm um impacto direto na produtividade e no ambiente de trabalho.

Estagiários e Colaboradores em Geral

Todos os colaboradores, incluindo estagiários, são afetados pela forma como são geridos. Políticas de gestão de pessoas que promovem um ambiente de trabalho positivo e oportunidades de crescimento não só aumentam a satisfação e o engajamento, como também, incentivam cada membro da equipe a contribuir para os objetivos comuns da empresa.

Por que impacta todos?

A gestão de pessoas impacta todos porque cria o ambiente em que todos trabalham. Um ambiente de trabalho positivo e produtivo facilita o desempenho de cada função dentro da empresa, enquanto um ambiente negativo pode comprometer a eficiência e a satisfação no trabalho. Além disso, as consequências financeiras de uma má gestão de pessoas, como custos de turnover e de treinamento, afetam diretamente o resultado final de toda a organização.

Portanto, a gestão de pessoas é um assunto que requer a atenção e o envolvimento de todos na empresa, demonstrando como cada nível e função contribui para o sucesso geral e para a saúde financeira da organização.

Práticas Essenciais para uma Gestão de Pessoas Eficaz

Na gestão de pessoas, a chave não está em uma única solução milagrosa, mas em um conjunto de práticas bem executadas que, juntas, compõem um ambiente de trabalho robusto e positivo. 

Neste segmento, vamos explorar algumas dessas práticas fundamentais que, adaptadas à realidade de cada organização, podem melhorar significativamente tanto o ambiente de trabalho quanto o desempenho financeiro da empresa.

Diversidade e Inclusão

Para mim, abraçar a diversidade e a inclusão é essencial não só porque é correto, mas porque é inteligente. Quando as pessoas de diferentes origens e experiências se sentem valorizadas e incluídas, elas trazem novas perspectivas que enriquecem nosso ambiente de trabalho e nossa capacidade de inovação. O compromisso autêntico com essas práticas vai além de políticas e treinamentos: é sobre criar um ambiente onde todos possam prosperar. Falhar nisso não é apenas uma perda de talento, é uma oportunidade perdida de crescimento.

Desenvolvimento contínuo

Eu acredito firmemente que investir no desenvolvimento contínuo dos nossos colaboradores é crucial. Não é apenas sobre manter as habilidades da equipe afiadas, é sobre mostrar que valorizamos sua evolução e aspirações. Programas de desenvolvimento eficazes são aqueles que são alinhados com as metas individuais e as necessidades da empresa, garantindo que cada membro da equipe sinta-se apoiado em seu crescimento pessoal e profissional. Negligenciar essa área é deixar de lado um dos maiores motores de motivação e engajamento da equipe.

Flexibilidade e trabalho remoto

Em um mundo cada vez mais conectado, flexibilidade e opções de trabalho remoto são mais do que benefícios, são necessidades. Implementar essas práticas de forma eficaz significa não apenas proporcionar equilíbrio entre vida pessoal e profissional, mas também, adaptar nossa gestão para manter a produtividade em qualquer cenário. A chave aqui é a comunicação clara das expectativas e o fornecimento dos recursos necessários. Uma política flexível mal implementada pode causar confusão e descontentamento, mas quando feita corretamente, ela pode transformar a maneira como trabalhamos para melhor.

Benefícios Flexíveis

Oferecer benefícios flexíveis é uma forma de reconhecer que cada um dos nossos colaboradores têm necessidades únicas. Permitir que eles escolham os benefícios que mais lhes são úteis não só aumenta a satisfação, mas também, reforça que a empresa se importa com o bem-estar individual.

“Benefícios flexíveis ajudam a reter talentos porque transformam o funcionário no ponto central. É ele quem personaliza seu pacote de benefícios de acordo com o que é mais relevante para suas necessidades. Isso dá autonomia e melhora o ambiente.”
Guilherme Almeida da MarQ, startup de RH

Primeiros Passos para a Excelência em Gestão de Pessoas

Adotar práticas eficazes de gestão de pessoas é mais do que uma estratégia; é um compromisso com o crescimento e o bem-estar de cada membro da equipe. Se você está pensando por onde começar, aqui vão algumas dicas que sempre me guiaram bem no Granatum.

Primeiro, entender as necessidades atuais da sua equipe é crucial. Investigue, converse, colete feedbacks. Essa escuta ativa é o alicerce para qualquer mudança positiva. Com essa compreensão, defina objetivos claros. O que você espera alcançar com essas mudanças? Seja aumentar a diversidade, melhorar a satisfação no trabalho, ou qualquer outro objetivo, ter essa clareza é fundamental.

Recomendo começar com pequenas iniciativas. Escolha uma ou duas práticas para implementar inicialmente. Isso permite ajustes ágeis e aprendizado ao longo do processo. Além disso, capacite seus líderes e gestores. Eles são os catalisadores dessas mudanças. Eles precisam estar equipados para motivar e apoiar suas equipes de maneira eficaz.

Por fim, o ciclo de feedback é essencial. Monitore os impactos, ajuste as estratégias e mantenha a comunicação aberta. A gestão de pessoas é um processo dinâmico e contínuo. Com dedicação e abertura para aprender e adaptar, você verá não apenas uma melhoria na moral da equipe, mas também um aumento significativo no sucesso geral da empresa.

Lembre-se, cada passo nessa jornada conta e reflete seu compromisso em construir um local de trabalho onde todos possam prosperar. Vamos fazer isso juntos, com coragem e empatia, transformando nossos ambientes de trabalho para melhor, dia após dia.